A maioria dos peixes não tem pulmões, como os mamíferos. Para respirar, utiliza as brânquias, órgãos que ficam escondidos ao lado do corpo, próximos à cabeça. São formadas por delicadas camadas de membranas.

Também conbranquiashecidas como guelras, retiram o oxigênio da água, que é absorvido pelo sangue e levado às células do corpo. Ao mesmo tempo, eliminam o gás carbônico, como nós fazemos ao respirar.
Os peixes não são os únicos a ter brânquias. Grande parte dos girinos (fase em que anfíbios são larvas) também respira por elas. O axolote, espécie de salamandra mexicana, possui três pares de guelras externas na vida adulta, por isso passa o tempo submerso.

As brânquias só funcionam dentro da água. Quando o peixe é retirado de seu habitat, elas se grudam, não permitindo que o oxigênio passe pelo órgão. A poluição também dificulta a respiração do bicho, pois deixa rios e mares com pouco oxigênio.

DIFERENTES

Nem todos os peixes têm brânquias. Poucas espécies, como pirarucu, piramboia e bagre-andador, possuem pulmões semelhantes ao nosso. Assim, são obrigados a subir à superfície para pegar ar. Se não fizerem isso, podem se afogar. Já imaginou? Mas nem por isso podem viver na terra!

Total 7 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?